O literafro – o portal da literatura afro-brasileira, está de cara nova! Começamos o novo ano cheios de novidades. Apresentamos o novo portal, com a mesma tradição e compromisso com a literatura afro-brasileira. Muito mais conteúdo informativo e mais praticidade de navegação!

Você continua tendo acesso ao nosso arquivo informativo de autoras e autores, artigos e resenhas, todos periodicamente revisados e atualizados, como você já conhece do nosso antigo portal. Estamos trabalhando também na elaboração de novos conteúdos. A nova página traz agora a sessão Notícias, com informações atualizadas sobre a literatura afro-brasileira. Seções de Teatro, Editoras e Ensaístas ainda estão em elaboração e irão crescendo ao longo do ano.
Para quem não gosta de desconectar, apresentamos nossa página no Facebook e nosso canal do Youtube. Pelas redes sociais, por meio da nossa página do Facebook, você tem acesso direto às atualizações do nosso site e novidades de conteúdos informativos relacionadas à literatura afro-brasileira. O nosso canal do Youtube traz, semanalmente, vídeos de nossa própria autoria para quem gosta de unir a modernidade ao pensamento crítico.

Nossa Newsletter continua trazendo resenhas de conteúdo crítico e informativo sobre obras de nossos escritores. Cadastre-se no nosso site e receba a Newsletter Newsletter  por e-mail.


LIVROS E LIVROS

Ficção

Plínio Camillo - Outras vozes
   O escravo João Domingos comeu comigo-ninguém-pode até relinchar. A crioula Joana Adelaide, achada toda torta, finada com a língua grande e roxa. O doméstico, João Afonso, descoberto atrás do pasto com o rosto todo contraído a estrebuchar.   Plínio Camillo 2015      As narrativas tão amplamente disseminadas e recorrentemente mostradas em filmes, livros de história e novelas açucaradas de final de tarde pintam um quadro da escravidão no Brasil que perpassa pela narrativa de feitores benignos e a f...

Poesia

Cristiane Sobral - Só por hoje vou deixar meu cabelo em paz
Sou apaixonada por textos poéticos há muito tempo. Mas, como a maioria dos que estão em minha faixa etária, as poesias clássicas eram as mais acessadas. Sendo assim, iniciei o contato com a produção literária de negros e negras com mais afinco na última década. Comecei a observar os versos e prosas das mulheres negras de maneira muito mais restrita, se comparada aos que foram produzidos por homens. Os Cadernos Negros são uma publicação que possibilita uma oportunidade ímpar para tomarmos ciência e nos degustarmos das letras de homens e mulheres negras, mas não é ...

Ensaio

Ronald Augusto - O leitor desobediente
“O compósito verbal transnegressão, cunhado por ele [Arnaldo Xavier], tenta dar conta – através da justaposição dos vocábulos (transgressão + negro), ao estilo de montagem cinematográfica – de uma proposta estética interessada em lesar tanto as ideias feitas que orientam nossas filosofias de vida, quanto a imagem de um cânone totalizante, “universal”, vantajoso (para quem?), a ponto de poder ser aplicado em qualquer tempo-espaço” (AUGUSTO, Ronald, p. 119). Esse fragmento, extraído do ensaio ...

Infantojuvenil

Kiusam de Oliveira - Omo-Oba: histórias de princesas
O livro Omo-Oba: histórias de princesas, de Kiusam de Oliveira (2009) e ilustração de Josias Marinho, publicado pela Maza Edições é constituído de sete contos. Neste, salienta a autora ainda na apresentação, se mostra “como as princesas se tornaram, mais tarde, rainhas”. E, prossegue: “Essas histórias vêm de fontes tradicionais conhecida...

Memorialismo

Oswaldo de Camargo - Lino Guedes, seu tempo e seu perfilLino Guedes resgatado Eduardo de Assis Duarte*   Paulista, nascido na pequena Socorro, mas desde jovem participante ativo da cena cultural da metrópole modernista, Lino Guedes (1897-1951) é exemplo de quão questionáveis, e mesmo falhos, são os critérios de consagração crítica adotados no Brasil. Da mesma forma que nossa historiografia literária não tomou conhecimento de inúmeras escritoras do século XIX, todas com livros individuais em seus currículos, para incluir apenas duas – Francisca Júlia e Auta de Souza, num universo de mais de 150 –, não bastou a Lino Guedes publicar treze volumes p...

Newsletter

Cadastre aqui seu e-mail para receber periodicamente nossa newsletter e ficar sempre ciente das novidades.

 

Instagram

 

YouTube