LIVROS E LIVROS

Ficção

Ruth Guimarães - Contos negros
Esta é a primeira edição de Contos negros, obra de Ruth Guimarães terminada na década de 1980, e que se mantinha inédita por motivos pessoais da escritora. Merece entusiasmada comemoração. Neste ano em que Ruth faria 100 anos, Contos negros, em nosso país, tem especial significado, que a autora, em 128 páginas, aponta com simplicidade e exemplar erudição. O livro tem o jeitão  negro-caipira  de Ruth Guimarães, afeita a recolher e  contar “causos”, primos descalços dos contos eruditos, mas, se se observa bem, acrescenta a isso a sua cond...

Poesia

Abelardo Rodrigues - Atlântica dor - poemas 1979-2014
                                      Noite afora, noite adentro                                                                          O grito                                     em ressacas de mar                                     e as vozes de sal                                     emergidos                                      das entranhas marítimas:                                     são dores impronunciáveis                                     adentrando...

Ensaio

Laeticia Jensen Eble e Regina Dalcastagnè (Org.) - Literatura e exclusão
Literatura, exclusão e desafios da crítica Regina Dalcastagnè*Laeticia Jensen Eble** Em tempos de ruptura democrática e de recrudescimento dos discursos fascistas – que se estabelecem contra os direitos dos trabalhadores, mas também das mulheres, dos negros, dos índios, dos moradores das periferias, da população LGBT, contra sua inserção social e contra suas formas de expressão – refletir sobre as possibilidades da literatura é um gesto mais do que urgente. Não porque se acredite ingenuamente que a literatura possa, por si mesma, promover a transformação da sociedade e da política. Mas porq...

Infantojuvenil

Nilma Lino Gomes - Betina - Cabelo corpo e identidade
O gosto de Nilma Lino Gomes por ouvir e contar histórias é um traço herdado de sua mãe e presente em sua vida desde a infância. Ao tornar-se professora, interessou-se pela cultura negra no Brasil e em África a partir de trabalhos relacionados à origem das práticas da oralidade. Em sua trajetória conheceu pessoas que lutam e ensinam a lutar por uma sociedade mais igualitária e valorizam a cultura afro-brasileira. Inspirada pelos ensinamentos de sua mãe, Nilma p...

Memória

Lilia Moritz Schwarcz - Triste visionárioTriste visionário: retratos de um escritor afro-brasileiro Rafaela Pereira* Durante a minha passagem pela escola, lembro as vezes (e foram poucas) em que os professores falaram sobre Lima Barreto, enfatizando o fato de ter sido “alcóolatra e louco”; eram os dois adjetivos que faziam questão de ressaltar, mas nenhum deles foi capaz de abordar a escrita do autor e o seu olhar crítico em relação às injustiças com as quais se deparou constantemente. Parece que, para os professores da minha época, Lima Barreto ficou na memória deles apenas pelo alcoolismo e pela loucura e não por seu potencial c...

Newsletter

Cadastre aqui seu e-mail para receber periodicamente nossa newsletter e ficar sempre ciente das novidades.

 

Instagram

 

YouTube