LIVROS E LIVROS

Ficção

Jeferson Tenório - Estela sem Deus
Para que a literatura afirme sua potência própria, não basta que ela abandone as normas e as hierarquias da mimesis. É preciso que abandone a metafísica da representação. É preciso que abandone a “natureza" que a funda: seus modos de apresentação dos indivíduos e as ligações entre os indivíduos; seus modos de causalidade e de inferência; em suma, todo seu regime de significação. Jacques Rancière 2008 Jeferson Tenório, escritor carioca que adotou Porto Alegre como morada, tem alcançad...

Poesia

Marcos Fabrício Lopes da Silva - Aberto pra gente brincar de balanço
Ler a poesia e a prosa poética de Marcos Fabrício Lopes da Silva é sempre um prazer e foi um privilégio receber o convite do autor para discorrer estas breves linhas sobre o seu novo livro, Aberto pra gente brincar de balanço, cujas letras e textualidades nos levam para lugares, sensações e reflexões bem distintas. Os versos de Marcos Fabrício são cheios de encantamentos de ordem diversa, uma letra rápida, “improvisada” – no melhor sentido da palavra – fazendo a sua textualidade flertar com as linguagens do rap e do slam, no...

Ensaio

Marcos Antônio Alexandre - O teatro negro em perspectiva: dramaturgia e cena negra no Brasil e em Cuba
Em sua Crítica da razão negra (2014), o filósofo camaronês Achille Mbembe demonstra em detalhes o quanto os sentidos outrora hegemônicos da palavra “negro” foram construídos, desde o século XV, pelo Ocidente interessado em fazer dos africanos não apenas mercadoria mas, sobretudo, força de trabalho submissa. E relata como o predomínio dos interesses do capitalismo mercantil em sua expansão ultramarina levou à convicção na infra-humanidade do negro, crença fundamentada em inúmeras narrativas – tanto triviais e lendárias, quanto...

Infantojuvenil

Nilma Lino Gomes - Betina - Cabelo corpo e identidade
O gosto de Nilma Lino Gomes por ouvir e contar histórias é um traço herdado de sua mãe e presente em sua vida desde a infância. Ao tornar-se professora, interessou-se pela cultura negra no Brasil e em África a partir de trabalhos relacionados à origem das práticas da oralidade. Em sua trajetória conheceu pessoas que lutam e ensinam a lutar por uma sociedade mais igualitária e valorizam a cultura afro-brasileira. Inspirada pelos ensinamentos de sua mãe, Nilma p...

Memória

Elzira Divina Perpétua - A vida escrita de Carolina de JesusUm corpo lido: Carolina de Jesus por Elzira Perpétua Laura Padilha*   Chega a nós, no espaço das comemorações dos 100 anos de Carolina Maria de Jesus, uma obra por catorze anos esperada por muitos estudiosos da questão negro-africana no Brasil. Trata-se de A vida escrita de Carolina de Jesus, assinada por Elzira Divina Perpétua, na origem uma tese de doutorado, defendida, em 2000, na Universidade Federal de Minas Gerais. A “vida escrita” se faz “corpo lido” que os leitores hão de percorrer, a princípio, talvez com uma certa dose de espanto, quando estiverem frente a frente com um texto teci...

Newsletter

Cadastre aqui seu e-mail para receber periodicamente nossa newsletter e ficar sempre ciente das novidades.

 

Instagram

 

YouTube