LIVROS E LIVROS

Ficção

Anelito de Oliveira - O iludido
A parede Há uma parede. Não, não Há uma parede. Há uma Muralha. Na verdade, há. Estou do lado de cá disso.  Anelito de Oliveira (2012)   A estreia do poeta, ensaísta, professor universitário e pesquisador Anelito Pereira de Oliveira na prosa ficcional parecia ser um acontecimento improvável devido ao seu fulcral compromisso com o poema. Não é mais... saiu do forno seu livro de contos O Iludido (2018), pela Páginas Editora, de Belo Horizonte. Certa vez, em entrevista ainda inédita, revelou-me, ao pedir-lhe que de...

Poesia

Lívia Natália - Correntezas e outros estudos marinhos
Negridianos Para Cuti, José Carlos Limeira e Guellwar Adún Há uma linha invisível,lusco-fusco furioso dividindo as correntezas.Algo que distingue meu pretume de sua carne alvanum mapa onde não tenho territórios. Minha negritude caminha nos sobejos,nos opacos por onde sua luz não anda,e a linha se impõe poderosa,oprimindo minha alma negra,crespa de dobras. Há um negridiano meridiando nossas vidas,ceifando-as no meio incerto,a linha é invisível mesmo:mas nas costas arde,em trilhos rubros,a rota-lâm...

Ensaio

Jair Cardoso dos Santos - Entre as leis e as letras - Luiz Gama
Maria Anória de Jesus Oliveira*   [...] trazer à cena atual a importante trajetória de Luiz Gama [...] pode favorecer outros estudos e imersões em face da sua rica e variada produção poética, jornalística e jurídica [...] Jair Cardoso dos Santos (2016, p. 12)   Ao percorrer as páginas do livro Com a palavra, Luiz Gama: poemas, artigos, cartas, máximas, da autoria de uma das suas importantes especialistas, Lígia Fonseca Ferreira (2011)[1], é possível ter certa dimensão do impacto da obra e da vida do aludido escritor. Obra ess...

Infantojuvenil

Helena Theodoro - Os Ibejis e o carnaval
A epígrafe inscrita acima é um dos orikis2 para os ibejis, divindades gêmeas do panteão nagô que, no movimento de sincretismo religioso à brasileira, foram associados aos santos católicos Cosme e Damião. (Re-)configurado e (re-) contado, o mito de origem yorubá é presentificado e atualizado por meio do rito que tem nas festas de Cosme e Damião (Erê, Vunji, Ibejis), comumente realizadas no fim de setembro, o seu traço mais vult...

Memorialismo

Carolina Maria de Jesus: a escritora pelos olhares de seus biógrafosCarolina Maria de Jesus: a escritora pelos olhares de seus biógrafos Lorena Barbosa* Não digam que eu fui rebotalho, Que vivia à margem da vida Digam que eu procurava por trabalho Mas sempre fui preterida. Digam ao meu povo brasileiro Que o meu sonho era ser escritora, Mas eu não tinha dinheiro Pra pagar uma editora. Carolina Maria de Jesus (In: Folha da Noite, 09/05/58, p. 5)   Na sociedade contemporânea, com os avanços dos movimentos progressistas, como o feminismo, o movimento negro e muitos outros que têm como pauta as diversas identidades sociais, as alteridades de diferentes áreas, qu...

Newsletter

Cadastre aqui seu e-mail para receber periodicamente nossa newsletter e ficar sempre ciente das novidades.

 

Instagram

 

YouTube