LIVROS E LIVROS

Ficção

Conceição Evaristo - Becos da memória
Nascida em Belo Horizonte em 1946, e residente no Rio de Janeiro desde 1973, Conceição Evaristo é uma personalidade singular no cenário cultural afro-brasileiro contemporâneo. Participante ativa dos movimentos de valorização da cultura negra em nosso país, Evaristo estreou na arte da palavra em 1990, quando passou a publicar seus contos e poemas na série Cadernos Negros, embora tenha iniciado suas experiências literárias na década anterior. Em 2003, trouxe a público o romance Ponciá Vicêncio, obj...

Poesia

Rita Santana - Alforrias
Dois signos são fundamentais para quem se propõe a apresentar um trabalho literário, a empreender, senão enquanto estratégia, este ato inaugural de leitura: o título e a epígrafe do livro. Começo, então, pelo título do novo trabalho de Rita Santana – Alforrias, palavra marcada por um elemento da relação escravo/senhor, clímax de um movimento em direção à liberdade. Poderíamos pensar/dizer: trata-se de uma lírica de temática afrodescendente, e iniciar um percurso em busca dessa marca anunciada. Dela, no entanto, eclodem dimensões metafóricas que se estendem à condição ...

Ensaio

Aciomar de Oliveira - Entre o dilema e o silenciamento: etnicidade, memória e poder nas crônicas de Lima Barreto e João do Rio
Aciomar de Oliveira, autor de Todas as vozes (2014), Resiliência (2016) e Maju: a princesa do tempo (2016), lança em 2017 mais um livro: Entre o dilema e o silenciamento: etnicidade, memória e poder nas crônicas de Lima Barreto e João do Rio, livro que é objeto desta resenha. O autor, além de poeta, ficcionista e ensaísta é mestre em Teoria da literatura pela UFMG e professor efetivo de Letras na UEMG de Ibirité, Minas Gerais, além de colaborador do NEIA – N...

Infantojuvenil

Ana Fátima - As tranças de minha mãe
Resultado de imagem para as tranças de minha mãe ana fátima Sou leitora atenta da escritora Ana Fátima. Acompanho seu caminho pela poesia, contos, ensaios e mais recentemente, o embrenhar-se pela produção destinada a crianças e jovens, tão cara e necessária para as gerações que nos sucedem, carentes que são de narrativas que apresente o povo negro de forma digna e positiva. Fazemos parte de uma geração, ainda que eu anteceda a de Odara, (como assinava anteriormente Ana Fátima) que não chegou a alcançar, pelo menos não na infância, histórias que apresentassem...

Memorialismo

Lázaro Ramos - Na minha pele Reflexões de um jovem escritor sobre as relações raciais no Brasil Glauciane Santos*   O ator e dramaturgo baiano Lázaro Ramos nos últimos anos têm experimentado as múltiplas possibilidades da escrita literária: publicou os livros infantis A velha sentada (2010), Cadernos de Rimas do João (2015) e agora o livro de memórias e reflexões intitulado Na Minha Pele (2017). Sua mais nova obra não é propriamente uma autobiografia, ainda que ressoe para alguns como traços íntimos de sua vivência. A temática pungente da narrativa são as relações raciais no Brasil, especificamente o olhar crítico do p...

Newsletter

Cadastre aqui seu e-mail para receber periodicamente nossa newsletter e ficar sempre ciente das novidades.

 

Instagram

 

YouTube