A UFMG será palco nesta semana do  Seminário Internacional NOSSA HERANÇA COMUM AFRO-LATINO-AMERICANA.

As atividades ocorrerão na Faculdade de Letras e na Faculdade de Educação, com a presença dos pesquisadores José Antonio Caicedo Ortiz e Graciela Maglia, da Colômbia; Anória Oliveira, da UNEB, e dos poetas Cronwell Jara e Cecilia Granadino, do Peru.

Ao longo das manhãs de quarta, 22/11, e quinta, 23/11, as apresentações serão na FALE, incluindo comunicações de pesquisadores do Portal literafro sobre projetos em andamento. A partir da tarde de quinta, as atividades ocorrerão na FAE, conforme programação em anexo.

Na ocasião, será inaugurado oficialmente o novo Portal literafro.

 


LIVROS E LIVROS

Ficção

Dez escritoras negras - Olhos de azeviche
Sempre tento entender o porquê, de uma literatura nacional ter orgulho de ser uma literatura para poucos, quase uma sociedade secreta, deixando de fora a pluralidade de vozes e da diversidade cultural que compõe o mosaico brasileiro. É bem verdade que um dos motivos é a manutenção das “castas brasileiras”, onde poder econômico e habilidade literária se fundem, formando o “brinquedo” literatura brasileira, que já sai do forno como “clássico”, como bem sinalizou Flávio Khote em sua trilogia sobre o Cânone Literário Brasileiro. Mas a insur...

Poesia

Lívia Natália - Correntezas e outros estudos marinhos
Negridianos Para Cuti, José Carlos Limeira e Guellwar Adún Há uma linha invisível,lusco-fusco furioso dividindo as correntezas.Algo que distingue meu pretume de sua carne alvanum mapa onde não tenho territórios. Minha negritude caminha nos sobejos,nos opacos por onde sua luz não anda,e a linha se impõe poderosa,oprimindo minha alma negra,crespa de dobras. Há um negridiano meridiando nossas vidas,ceifando-as no meio incerto,a linha é invisível mesmo:mas nas costas arde,em trilhos rubros,a rota-lâm...

Ensaio

Mário Medeiros, Lucía Tenina, Érika Peçanha, Ingrid Hapke - Polifonias Marginais
Não há consenso a respeito dos nomes, nem do sentido das práticas que estes nomeiam. Na ordem de aparição em cena: literatura negra, literatura marginal, literatura periférica. Há outros, talvez menos abrangentes: literatura suburbana, literatura divergente. Há ainda alguns (muitos) que não concordam com nenhum dos nomes. Esses assinariam: nenhum dos mencionados acima. Desconfie dos nomes. Torquato Neto já dizia: “Toda palavra guarda uma cilada”. Não briguemos por simples palavras, nos aconselham. Mas há uma coisa que une todos esses adjetivos (marginal...

Infantojuvenil

Nilma Lino Gomes - Betina - Cabelo corpo e identidade
O gosto de Nilma Lino Gomes por ouvir e contar histórias é um traço herdado de sua mãe e presente em sua vida desde a infância. Ao tornar-se professora, interessou-se pela cultura negra no Brasil e em África a partir de trabalhos relacionados à origem das práticas da oralidade. Em sua trajetória conheceu pessoas que lutam e ensinam a lutar por uma sociedade mais igualitária e valorizam a cultura afro-brasileira. Inspirada pelos ensinamentos de sua mãe, Nilma p...

Memorialismo

Lilia Moritz Schwarcz - Triste visionárioTriste visionário: retratos de um escritor afro-brasileiro Rafaela Pereira* Durante a minha passagem pela escola, lembro as vezes (e foram poucas) em que os professores falaram sobre Lima Barreto, enfatizando o fato de ter sido “alcóolatra e louco”; eram os dois adjetivos que faziam questão de ressaltar, mas nenhum deles foi capaz de abordar a escrita do autor e o seu olhar crítico em relação às injustiças com as quais se deparou constantemente. Parece que, para os professores da minha época, Lima Barreto ficou na memória deles apenas pelo alcoolismo e pela loucura e não por seu potencial c...

Newsletter

Cadastre aqui seu e-mail para receber periodicamente nossa newsletter e ficar sempre ciente das novidades.

 

Instagram

 

YouTube