DADOS BIOGRÁFICOS

Edimilson de Almeida Pereira é poeta, ensaísta, professor e pesquisador da cultura e da religiosidade afro-brasileiras. Nasceu em 18 de julho de 1963, em Juiz de Fora-MG. Graduou-se em Letras pela UFJF em 1986, sendo também Especialista e Mestre em Ciência da Religião pela mesma Instituição. Cursou ainda o Mestrado em Literatura Portuguesa da Universidade Federal do Rio de Janeiro, e é Doutor em Comunicação e Cultura pelo convênio UFRJ-UFJF. Em março de 2002, concluiu Pós-doutorado em Literatura Comparada na Universidade de Zurique, na Suíça. O autor é Professor Titular de Literatura Brasileira da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Juiz de Fora.

Autor prolífico, com dezenas de livros e artigos, Edimilson de Almeida Pereira faz sua estreia na literatura em 1985, aos 22 anos, com o volume de poemas Dormundo. A partir de então sucedem-se inúmeras produções, tanto no campo da poesia, quanto da crítica, e, ainda, com importantes publicações de cunho etnográfico, fruto de pesquisas de campo voltadas para a análise e compreensão da diversificada produção cultural oriunda da diáspora africana no Brasil.

Corpo vivido (1991) é uma reunião dos poemas publicados no período de 1985 a 1990: Livro de falas (1987); Árvore dos Arturos & outros poemas (1988); Corpo imprevisto & margem dos nomes (1989); e Ô Lapassi & outros ritmos de ouvido (1990). A coletânea tem entre seus propósitos propiciar a reflexão crítica a partir do exercício comparatístico com textos produzidos em circunstâncias distintas. A respeito desse livro, o também poeta e crítico Carlos Nejar faz o seguinte comentário:

Na obra de Edimilson de Almeida Pereira tocou-me a lâmina da poesia que reformula o universo. As estranhezas, a mágica da palavra que, reunidas, formam novas ressonâncias inesperadas; um retorno ao mais arcaico das coisas. A poesia do autor subverte a aparente ordem, estranha flores na palavra. E faz com que ela dance, cheia de sentidos. Porque os sentidos se ocultam até nos centímetros de um girassol. Valeu conhecê-la. O verso é como uma constelação. E tem algo da escrita rupestre na caverna do homem. (In: PEREIRA, 1991).

O autor mineiro é, indubitavelmente, um dos mais premiados da literatura brasileira. Seu percurso de ininterruptas premiações inicia-se em 13 de abril de 1984, data em que vence o concurso de contos “Palavra/Vivani”, em Juiz de Fora-MG. No mesmo ano, é-lhe concedida menção honrosa no “I Concurso de Contos da Academia Juizforana de Letras”. Em dezembro de 1987, nova menção honrosa: desta vez no “Concurso Nacional de Folclore Silvio Romero/FUNARTE”, pela publicação de Assim se benze Minas Gerais (obra em co-autoria com a professora Núbia Pereira de Magalhães Gomes/UFJF). Em julho de 1988, foi agraciado com o primeiro lugar, na categoria poesia, no “Concurso Nacional de Literatura Editora UFMG”. No ano seguinte, no Rio de Janeiro, obtém o décimo lugar no “Concurso de Ensaios Jornal do Brasil/LUFTHANSA”; vinte e cinco dias depois, conquista o terceiro lugar no “Concurso Nacional de Poesia Carlos Drummond de Andrade”, concedido pela Secretaria do Estado da Cultura do Rio de Janeiro.

Em 1993, é premiado com a segunda colocação no “Concurso Sílvio Romero de Monografias sobre Folclore e Cultura Popular”, promovido pelo Instituto Brasileiro de Arte e Cultura (IBAC), com a obra Jardim das excelências: contribuição ao estudo dos discursos fúnebres. No ano de 1994, foi-lhe concedido o primeiro lugar no “Prêmio João Ribeiro”, da Academia Brasileira de Letras, pela publicação de Mundo encaixado: significação da cultura popular (em co-autoria com a professora Núbia Pereira de Magalhães Gomes/UFJF). Ao conjunto de 4 livros publicados no projeto “Minas e Mineiros” (também em co-autoria com Núbia Pereira de Magalhães Gomes) deve-se o prêmio “Dr. Antônio Procópio de Andrade Teixeira”, oferecido pela Universidade Federal de Juiz de Fora, em agosto de 1994; em novembro do mesmo ano, recebeu o prêmio “Marc Ferrez”, conferido pela FUNARTE/RJ, pelo projeto de ensaio fotográfico e textos intitulado Filhos do Rosário em nome do Pai (igualmente em co-autoria com Núbia Pereira de Magalhães Gomes). Três anos mais tarde, Edimilson de Almeida Pereira obtém o segundo lugar no “Concurso Sílvio Romero de Monografias sobre Folclore e Cultura Popular “/FUNARTE/RJ, devido ao trabalho Os tambores estão frios: estudo sobre a tradição banto no ritual de Candomblé em Minas Gerais (novamente em co-autoria com Núbia Pereira de Magalhães Gomes).

O ano de 1998 trouxe dois prêmios para o autor: em março, o primeiro lugar no “Concurso Nacional de Poesia Helena Kolody”, promovido pela Secretaria Estadual de Cultura do Paraná; já em abril, o primeiro lugar no “Concurso Nacional de Poesia Cidade de Belo Horizonte”, da Secretaria Municipal de Cultura. Mais vitorioso que 1998 foi 2002. Desta vez, Edimilson obtém três premiações: o primeiro lugar no “Concurso Sílvio Romero/FUNARTE/Centro Nacional de Folclore Popular-RJ” graças à monografia A saliva da fala: notas sobre a poética banto-católica do Congado; o segundo lugar no “Concurso Nacional de poesia Cidade Juiz de Fora/FUNALFA - Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage” com o livro Sete Selado; e este mesmo livro dá ao escritor o segundo lugar no “Concurso Nacional de Poesia Cidade de Belo Horizonte”, organizado pela Secretaria Municipal de Cultura de Belo Horizonte-MG. 2004 segue trazendo vários prêmios, como o segundo lugar no “Concurso Nacional de Poesia Cidade de Belo Horizonte”, com a obra Uma nota só, o Hors Concours do prêmio Alberto da Costa e Silva/RJ, na categoria poesia, devido ao livro As coisas arcas: obra poética 4 e, finalmente, o primeiro lugar no “Concurso Nacional de Literatura-2004” conferido pela Academia Mineira de Letras, e ainda o Prêmio Vivaldi Moreira na categoria “ensaio” com o texto Os signos dos ancestrais: significado sócio-cultural do candomblé em Minas Gerais.

Em 2001, o autor publicou Zeozório blues: obra poética I, composta por textos escritos entre 1985 e 2001. Tal reunião apresenta um caráter distinto, pois os poemas não se encontram reunidos em ordem cronológica. O poeta preferiu agrupá-los de forma que fosse possível ao leitor reconhecer uma “familiaridade de tema e estilo entre os textos”. Propiciou, deste modo, um dos diálogos possíveis entre os escritos, deixando para o leitor a reconhecimento de outros. Em 2003, vieram a público os volumes Lugares ares: obra poética 2, As coisas arcas: obra poética 3, e Casa da palavra: obra poética 4, que reúnem a produção poética realizada entre 1985 e 2003, publicada parcialmente nos títulos anteriores, mas agregando também textos inéditos. A partir desta edição, Edimilson de Almeida Pereira configura-se como um dos mais produtivos autores contemporâneos. Entre 2005 e 2017, publicou mais nove livros de poesia e cinco de crítica literária. A tais números impõe-se acrescentar oito títulos ensaísticos elaborados entre 2000 e 2003 em coautoria com Núbia Pereira Gomes e, ainda doze títulos de literatura literatura infantil e infantojuvenil publicados entre 1998 e 2017.

Referência

NEJAR, Carlos. Apresentação. In: PEREIRA, Edimilson de Almeida. Corpo Vivido: reunião poética. Juiz de Fora: Edições D’Lira, 1991.

 


PUBLICAÇÕES

Obra Individual / Poesia

Dormundo. Juiz de Fora/MG: D’Lira, 1985.

Livro de falas. Juiz de Fora-NG: Edição do Autor, 1987.

Árvore dos Arturos & outros poemas. Juiz de Fora: Editora D’Lira, 1988.

Corpo imprevisto & margem dos nomes. Juiz de Fora: D’Lira, 1989.

Ô Lapassi & outros ritmos de ouvido. Belo Horizonte: Editora UFMG, 1990.

Corpo vivido: reunião poética. Belo Horizonte: Mazza; Juiz de Fora: D’Lira, 1991.

O homem da orelha furada. Juiz de Fora-MG: D’Lira, 1995.

Rebojo. Juiz de Fora: D’Lira, 1995.

Águas de Contendas. Curitiba: Secretaria de Estado da Cultura, 1998.

Zeosório blues: obra poética I. Belo Horizonte: Mazza, 2002.

Lugares ares: obra poética 2. Belo Horizonte: Mazza, 2003.

Casa da palavra: obra poética 3. Belo Horizonte: Mazza, 2003.

As coisas arcas: obra poética 4. Belo Horizonte: Mazza; Juiz de Fora: Funalfa Edições, 2003.

Signo Cimarrón. Belo Horizonte: Mazza, 2005. (poemas em espanhol).

Variaciones de un libro de sirenas. Belo Horizonte: Mazza, 2010. (poemas em espanhol).

Homeless. Belo Horizonte: Mazza, 2010.

Maginot, o. Belo Horizonte: Mazza / Sans Chapeau, 2015.

Relva. Belo Horizonte: Mazza / Sans Chapeau, 2015.

Guelras. Belo Horizonte: Mazza / Sans Chapeau, 2016.

Quasi segundo caderno. São Paulo: Editora 34, 2017.

Caderno de retorno.  2. ed. Salvador: Ogum's Toques Editora, 2017.

Traduções

In the house of talking”, “Pierced ear” (poemas do livro “O homem da orelha furada”). Tradução Bill Griffiths. Sub Voicive Poetry, Londres: 1999. n. 11, p. 3-4

Poemas (italiano/português) de Prisca Agustoni e Andrea Trombin Valente In: Suplemento Literário do Minas Gerais. Belo Horizonte: Imprensa Oficial, número 78, p. 18-20, dez. 2002.

Sorelle di fieno/ Irmãs de feno, de Prisca Agustoni. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2002.

Livro de falas, book of voices. Tradução de Steven White. Juiz de Fora-MG: Funalfa; Belo Horizonte: Mazza, 2008.

Obra Individual / Infantojuvenil

Cada bicho em seu canto. Ilustrações de Hugo Almeida. Juiz de Fora: D’Lira, 1998. (poesia).

O menino de caracóis na cabeça. Ilustrações de Osório Garcia. Belo Horizonte: Santa Clara, 2001; 2. ed., Ilustrações de Lelis. São Paulo: Paulinas, 2012. (prosa).

O primeiro menino. Ilustrações de Édimo Pereira. Juiz de Fora: Franco Editora, 2003; 2. ed., Ilustrações de Anabella Lopez. Belo Horizonte: Mazza, 2013. (poesia).

Os Comedores de Palavras. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2004. Em parceria com Rosa Margarida de Carvalho Rocha. (prosa).

Os reizinhos de Congo. Ilustrações de Graça Lima. São Paulo: Editora Paulinas, 2004. Coleção Árvore Falante. Ilustrações de Graça Lima. (prosa).

Histórias trazidas por um cavalo marinho. Ilustrações de Denise Nascimento. São Paulo: Paulinas, 2005. Ilustrações de Denise Nascimento. (prosa).

O congado para crianças. Ilustrações de Rubem Filho. Belo Horizonte: Mazza, 2006. (Coleção Olerê).

Rua Luanda. Ilustrações de Rubem Filho. São Paulo: Paulinas, 2007. (poesia).

As falas da aranha. Ilustrações de Rubem Filho. Belo Horizonte: Nandyala, 2009. (poesia).

A nora e outros não bichos. Ilustrações de Veruschka Guerra. Belo Horizonte: Mazza, 2013. (poesia).

Poemas para ler com palmas. Ilustrações de Maurício Negro. Belo Horizonte: Mazza, 2017. 

Coautoria 

A roda do mundo. Coautoria com Ricardo Aleixo. Belo Horizonte: Mazza, 1996. (poesia).

Traduzioni, traduções. Coautoria com Prisca Agustoni. Belo Horizonte: Mazza, 1999. (poesia).

Dançar o nome. CD português/espanhol, em parceria com Fernando Fábio Fiorese Furtado e Iacyr Anderson de Freitas. Juiz de Fora: Funalfa; EdUFJF, 2000. (poesia).

Coleção Bilbeli. Juiz de Fora: Franco Editora, 2001-2003. Em parceria com Prisca Agustoni. (prosa infantojuvenil).

E. Em colaboração com Antônio Sérgio Moreira. São Paulo: Editoria Patuá, 2017. (poesia).

Antologias

Seis poetas afro-americanos. Organização de Ricardo Aleixo. Belo Horizonte: Instituto Nacional da Tradição e Cultura Afro-brasileira / ICBEU / FAFI-BH, 1989.

Antologia da nova poesia brasileira. Organização de Olga Savary, Rio de Janeiro: Fundação Rio / Hipocampo, 1992.

Callaloo. Virginia: University of Virginia/Ed. Universitária John Hopkins, v. 18, n. 4, p. 713-717, dez. 1995.

Antologia poética de Ouro Preto. Organização de Jusberto Cardoso Filho. Ouro Preto: Edição do Autor / Instituto de Filosofia, Artes e Cultura da UFOP, 1995.

“Antologia poética”. In: Callaloo: uma revista de Artes e Letras Afro-americanas e Africanas. Organização de Steve F. White. University of Virgínia, USA ed. bilíngüe, v. 18, n. 4, p. 713-717, 1995.

Revue Noire / Art Contemporain Africain. Brésil. Brazil. Afro brasileira. Organização de André-Jean Jolly. Paris, n. 22, set. 1996.

Callaloo. Organização de Steven White. Virginia: University of Virginia / Editora Universitária John Hopkins, v. 19, n. 1, p 31-54, fev. 1996.

Revista do IPHAN – Edição Especial Negro Brasileiro Negro. Organização de Sebastião Uchoa Leite e Joel Rufino dos Santos. Rio de Janeiro, Ministério da Cultura / Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, n. 25, p. 112-157, 1997.

International Poetry Review: Brazil Issue. Organização de Steve White. Greensboro: University of North Carolina, v. 23, n. 1, 1997.

ANTORevista Semestral de Cultura. Amarante, Portugal: Edições do Tâmega, Primavera, n. 3, p.29-30, 1998.

Brasil/Brazil: Revista de Literatura Brasileira/A Journal of Brazilian Literature. Organização de Maria José Somerlate Barbosa. Porto Alegre: Mercado Aberto, n.. 19, p.75-82 e 98-130, 1998.

A poesia mineira do século XX. Organização de Assis Brasil. Rio de Janeiro: Imago, 1998. p. 276-279.

Torre de Papel. Organização de Maria José Somerlate Barbosa. University of Iowa, USA, v. IX, n. 2, p. 30-37, 1999.

Jalons. Nantes, França, n. 64, p. 18-19, 1999.

Journal of Latin American Cultural Studies. Londres: King’s College, v. 8, n. 2, p. 165-170, 1999.

Baú de Letras: antologia poética de Juiz de Fora.  Organização de José Alberto Pinho Neves. Juiz de Fora, MG: Funalfa, 2000.

Callaloo - The Best of Callaloo: Poetry/ A Special 25th Anniversary Issue. Organização de Steven White. Virginia: University of Virginia / Editora Universitária John Hopkins, v. 24, n. 4, p.1135-1152, 2001.

Antologia de la poesía brasileña. Organização de Xosé Lois García. Santiago de Compostela: Laiovento, 2001.

Atlanta Review / Latin America. Organização de Steven White. Atlanta, Georgia, v. VII, n. 2, 2001.

"Poesia brasiliana Contemporanea: i poeti dellÁbre di Minas Gerais – 1980-2000". Organização de Prisca Agustoni. In: SEMICERCHIO: RIVISTA DI POESIA COMPARATA. Firenze,Itália: Casa Editrice Le Lettere, n. XXVI-XXVII, 2002.

Letras da cidade. Organização de Leila Barbosa e Maria Rodrigues. Juiz de Fora: Funalfa, 2002, p. 280-86.

Saudade: revista de poesia. Amarante, Portugal, n. 3, p. 25, 2002.

Nocturnes – (re)view of the literary arts. Organização de John Keene. Berkeley (CA): Nocturnes Editions, number 2, Fall, 2002, p. 54-57.

Poesia em movimento: antologia. Organização de Jorge Sanglard. Juiz de Fora: Ed. UFJF, 2002.

Saudade: revista de poesia. Amarante, Portugal, n. 2, p. 30, 2002.

Homenaxe poética ao trobador Xohán de Requeixo. Organização de Xosé Lois García. Ajuntament Sant Andreu de la Barca, Espanha: Frouseira, 2003, p. 52-54.

Inimigo Rumor. São Paulo: Cosac & Naif / Rio de Janeiro: 7 Letras, n. 14, 1º semestre 2003.

Companhia de poetas. Organização de José Alberto Pinho Neves. Juiz de Fora-MG: Funalfa, 2003.

Não Ficção / Livros

Mundo encaixado: significação da cultura popular. Belo Horizonte: Mazza, 1982. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes.

Assim se benze em Minas Gerais. Belo Horizonte: Mazza, 1989. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes. (Premiado no Concurso Nacional de Folclore Sílvio Romero / Funarte, 1987). 2. ed. Belo Horizonte: Mazza, 2018.

Arturos: Olhos do Rosário. Belo Horizonte: Mazza, 1990. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes. (Texto sobre fotografias de Marcelo Pereira).

Do presépio à balança: representações sociais da vida religiosa. Belo Horizonte: Mazza, 1995. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes.

Negras raízes mineiras: os Arturos. 2 ed. Belo Horizonte: Mazza, 2000. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes.

Ardis da imagem: exclusão étnica e violência nos discursos da cultura brasileira. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes. Belo Horizonte: Mazza; Ed. da PUC-MG, 2001. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes. 2. ed. Belo Horizonte: Mazza, 2018.

Flor do não esquecimento: cultura popular e processos de transformação. Belo Horizonte: Autêntica, 2002. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes.

Outro Preto da Palavra: narrativa de preceito do Congado em Minas Gerais. Belo Horizonte: Editora PUC-MG, 2003. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes.

Loas a Surundunga: subsídios sobre o Congado para estudantes do ensino médio e fundamental. Ilustrações de Antônio Sérgio Moreira. Juiz de Fora: Franco Editora, 2005.

Os tambores estão frios: herança cultura e sincretismo religioso no ritual de Candomblé. Belo Horizonte: Mazza; Juiz de Fora: Funalfa, 2005.

Malungos na escola: questões sobre culturas afrodescendentes e educação. São Paulo: Paulinas, v. 1, 2007.

Um tigre na floresta de signos. Organização do autor. Belo Horizonte: Mazza, 2010.

Depois o Atlântico: modos de pensar, crer e narrar na diáspora africana. Coorganização com Robert Daibert Jr. Juiz de Fora: Editora UFJF, 2010.

No berço da noite: religião e arte em encenações de subjetividades afrodescendentes. Coorganização com Robert Daibert Júnior. 1° ed. Juiz de Fora: Editora MAMM, 296p, 2012.

Blue note: entrevista imaginada. 1° ed. Belo Horizonte: Nandyala, v. 1, 2013.

Entre Orfe(x)u e Exunouveau: análise de uma estética de base diaspórica na literatura brasileira. Rio de Janeiro: Azougue, 2017.

A saliva da fala: notas sobre a poética banto-católica no Brasil. Rio de Janeiro: Azougue, 2017.

Não Ficção / Artigos

“O negro na literatura brasileira: Bertoleza e o significado do suicídio”. In: Revista Campus/ UFJF, ano 1, n. 1, p. 59-66, set. 1985.

Arte e compromisso. In: Folhetim/ UFJF. Juiz de Fora: UFJF/ ICHL, n. 1, p. 28, 1987.

As asas fechadas da liberdade. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes. In: Tribuna da Tarde. Juiz de Fora, p. 13, 13 maio 1988.

Pulsações da poesia afro-brasileira. In: Painel de Humanas. Juiz de Fora: UFJF, n. 3, set. 1988.

A outra pedra de Sísifo (a poesia de Iacyr Anderson de Freitas). Suplemento Literário do Estado de Minas Gerais. Belo Horizonte, n. 1.156, p. 7, dez. 1990.

Mato do Tição: relicário de negros. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes. In: Tribuna da Tarde. Juiz de Fora, p. 11, 13-14 maio 1990.

Negras raízes mineiras: os Arturos. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes. In: Tribuna da Tarde. Juiz de Fora, p. 6, 15 maio 1990.

Negras raízes mineiras. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes. In: Tribuna da Tarde. Juiz de Fora, p. 3, 11 de maio, 1991.

Projeto Minas & Mineiros chega a Jequitibá. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes. In:Tribuna da Tarde. Juiz de Fora, p. 3, 30 abr. 1991.

Benzeções: a cura através da palavra. In: Boletim da Comissão Mineira de Folclore. Belo Horizonte: CMF/ SESC, n. 15, p. 51-57, 1992.

Projeto Minas & Mineiros: a busca de um modelo cultural alternativo”. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes. In: ANAIS DO SIMPÓSIO NACIONAL DE ENSINO E PESQUISA DE FOLCLORE. São José dos Campos: Fundação Cultural Cassiano Ricardo/ Comissão Nacional de Folclore/ UNESCO/ IBECC, 1992. p. 297-310.

O mundo encaixado: sistematicidade e significação da cultura popular. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes. In: Comunicações Filosóficas. Juiz de Fora: UFJF/ Departamento de Filosofia, v. 2, n. 1, p. 99-121, jan-jul 1992.

Antologia poética de Sérgio Campos (1941-1994). In: Poiésis Literatura. Petrópolis, ano III, n. 25, p. 8, jul. 1995.

Como água benta na vida da gente. In: Boletim da Comissão Mineira de Folclore. Belo Horizonte, Edição Especial em Homenagem a Núbia Pereira Gomes (1940-1994), n. 16, p. 3-5, ago.1995.

Messe (a poesia de Iacyr Anderson Freitas). In: Correio do Sul, Varginha, p. 5, 22 jul. 1995.

Na febre de pesquisa do universo (a poesia de Fernando Py). In: Correio do Sul, Varginha, p. 5, 27 jul.1995.

Negras raízes mineiras: a sabedoria do Rei Congo. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes. In: Áfricas Gerais. Belo Horizonte: Secretaria Municipal de Cultura/ Projeto Tricentenário de Zumbi dos Palmares, n. 3, p. 6-7, out./nov. 1995.

Ô cumbi! Ele vem! Projeto Minas & Mineiros em Jequitibá. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes. In: Comissão Mineira de Folclore Notícias. Belo Horizonte, ano 1, n. 3, p. 5-6, Nov. 1995.

Panorama da literatura afro-brasileira. In: Callaloo. Virgínia: Universidade da Virgínia/ Editora Universitária John Hopkins, v. 18, n. 4, p. 875-880, dez.1995.

Contemporary brazilian poetry: invention and freedom in the afro-brazilian cultural tradition. In: Journal of Latin American Cultural Studies, Londres, v. 5, n.2, p. 139-154, 1996.

Os Arturos. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes. In: Revue Noire/ Art Contemporain Africain. Edição Especial Brésil; Brazil.Afro-Brasileiro. Paris, n. 22, p. 67, set./out./nov.1996.

Linguagem: flor do não esquecimento – análise de narrativas orais. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes. In: Boletim da Comissão Mineira de Folclore. Belo Horizonte: CMF, n. 17, p. 43-75, ago.1996.

Painel sobre a religiosidade popular no Brasil e em Portugal. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes. In: BESSA, Pedro Pires (Org.). Riqueza cultural ibero-americana. Belo Horizonte: Fapemig; Divinópolis: Instituto de Ensino Superior de Pesquisa, 1996, p. 613-616.

Religiosidade popular: uma ponte entre Brasil e Península Ibérica. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes. In: NASCIMENTO, Braulio do (Coord.). Euro-América: uma realidade comum? Rio de Janeiro: Comissão Nacional do Folclore / UNESCO / IBEEC / Tempo Brasileiro, 1996. P. 79-94.

Canto às Parcas: excelências e benditos. Em parceria de Núbia Pereira M. Gomes. In: Revista Anual da Comissão Mineira de Folclore. Belo Horizonte: CMF, n. 19, p. 27-33, 1998.

Com Modos e truques de ouvir. Entrevista concedida a Maria José Somerlate Barbosa. In: BARBOSA, Maria José Somerlate (Org.). Caderno Qvase (antologia). Brasil/Brazil: Revista de Literatura Brasileira/A Journal of Brazilian Literature. Brown University, USA / Porto Alegre: Mercado Aberto, n. 19, p.75-82 e 98-130, 1998.

Rosário de muitas fés: mediações do sincretismo nas religiões populares. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes. In: Rhema – Revista de Filosofia e Teologia do Instituto Arquidiocesano Santo Antônio. Juiz de Fora: ITASA, v. 4, n. 16, p. 125-156, 1998.

Serafim disperso” e “Plural”. ANTORevista Semestral de Cultura. Amarante, Portugal, n. 3, p. 29-30, 1998.

Terço da Lola: liderança religiosa de leigos. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes. In: Boletim da Comissão Mineira de Folclore. Belo Horizonte: CMF, n. 18, p. 134-170, 1998.

Os monstros somos nós: identidade e alteridade na cultura popular rural. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes. In: Revista da Comissão Mineira de Folclore. Belo Horizonte: CMF, n. 20, p. 35-59, 1999.

 LocA cidade viaja no tempo: de Santo Antônio do Paraibuna a Juiz de Fora. In: Locus, Juiz de Fora, v. 6, n.2, p. 172-179, 2000.

A ingoma e o rosário. Em parceria de Núbia Pereira M. Gomes. In: Humboldt. Bonn: Inter-Nationes, ano 42, n. 80, p. 26-27, 2000.

Inumeráveis cabeças: tradições afro-brasileiras nos horizontes da contemporaneidade. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes. In: FONSECA, Maria Nazareth (Org.). Brasil afro-brasileiro. Belo Horizonte: Autêntica, 2000. P. 41-59.

Janelas em movimento: cultura popular e processos de transformação. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes. In: LIENHARD, Martín (Coord.). In: La memória popular y sus transformaciones: América Latina y países luso-africanos. Frankfurt: Vervuert; Madrid: Iberoamericana. 2000. p. 53-64.

A palavra e o mundo: eficácia da linguagem simbólica no ritual de Candombe. Em parceria de Núbia Pereira M. Gomes. In: Revista da Comissão Mineira de Folclore. Belo Horizonte: CMF/ Newton Paiva, n. 22, p. 41-56, ago. 2001.

Brasil: panorama de interações e conflitos numa sociedade multicultural. Em parceria de Steven F White. In: Afro-Ásia. Salvador, Centro de Estudos Afro-Orientais (CEAO) / Universidade Federal da Bahia (UFBA), n. 25-26, p. 257-280, 2001.

Brazil: interactions and conflicts in a multicultural society. Em parceria de Steven F White. In: CORNWELL Grant H.; STODDARD, Eve Walsh (Org.). Global multiculturalism: comparative perspectives on ethnicity, race, and nation. Boston: Rowman & Littlefield Publishers, 2001. p. 123-141.

No balanço do divino: notas sobre uma estética do sagrado. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes. In: Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Rio de Janeiro, IPHAN, n. 29, p. 122-143, 2001.

Cantopoemas: uma literatura silenciosa no Brasil. In: FIGUEIREDO, Maria do Carmo Lanna; FONSECA, Maria Nazareth Soares (Org.). Poéticas afro-brasileiras. Belo Horizonte: Mazza Edições/ Editora PUC-Minas, 2002. P. 37-79.

Poemas à flor da pele. In: Corrente, Pirapora, MG, p. 6, 01 nov. 2002.

Um olhar sobre as ondas. In: Correio das Artes, João Pessoa, PB, p. 17 - 18, 09 fev. 2002.

Antibiografia”. In: GARCIA, Xosé Lois (Org.). Homenaxe poética ao trobador Xohán de Requeixo. Ajuntament Sant Andreu de la Barca, Espanha: Frouseira, 2003. p. 52-54.

Educação em festas populares. In: Presença Pedagógica, Belo Horizonte, v. 51, p. 13-21, 2003.

No mar com os devotos: o Congado e o Candombe como pontes culturais entre Brasil e África. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes. In: CHAVES, Rita; SECCO, Carmen; MACÊDO, Tânia (Org.). Brasil/ África: como se o mar fosse mentira. Maputo: Imprensa Universitária, Universidade Eduardo Mondlane, 2003. p. 299-327.

No mar com os devotos: o Congado e o Candombe como pontes culturais entre Brasil e África”. Em parceria com Núbia Pereira M. Gomes. In: LIENHARD, Martin (Coord.). Ritualidades latinoamericanas: un acercamiento interdisciplinario. Madrid: Iberoamericana; Frankfurt: Vervuert, 2003. p. 233-254.

Poesia no meio da rua, no meio do mar: notas sobre ritualidade e estética na cultura afro-brasileira. In: NASCIMENTO, Evando et al. (Org.). Literatura em perspectiva. Juiz de Fora: EdUFJF, 2003, p. 9-32. (Coleção Derivas, v. 2).

Elos do carnaval celebração. In: Diálogo: revista de ensino religioso, n. 33, p. 44-47, 2004.

Espaços populares de religião. In: IHU - ON-LINE, São Leopoldo (RS), v. 169, p. 79-82, 2005.

Presença africana na cultura brasileira. In: Diálogo, São Paulo, v. 33, p. 26-29, 2005.

A poesia e seus mapas: notas sobre Círculo de luz e xisto do poeta. In: MELLO, Cristina; REQUEIXO, Pepe de. (Org.). Xosé Lois García: colóquio homenaxe. Barcelona: Ajuntament de Sant Andreu de la Barca, 2006, v. 1, p. 285-295.

O exílio em casa: uma leitura de Explicação dos pássaros, de António. In: Ipotesi, UFJF, v. 10, p. 109-127, 2006.

Pulsações da poesia brasileira contemporânea: o grupo Quilombhoje e a vertente afro-brasileira. In: AFOLABI, Niyi; BARBOSA, Márcio; RIBEIRO, Esmeralda. (Org.). A mente afro-brasileira: crítica literária e cultural afro-brasileira contemporânea / The afro-brazilian mind: contemporary afro-brazilian literary and cultural criticism. 1°ed. Trenton (NJ)/ Asmara (Eritrea): Africa World Press, 2007, v. 1, p. 165-190.

Invenção e liberdade na tradição cultural afro-brasileira. In: AFOLABI, Niyi; BARBOSA, Márcio; RIBEIRO, Esmeralda. (Org.). A mente afro-brasileira: crítica literária e cultural afro-brasileira contemporânea / The afro-brazilian mind: contemporary afro-brazilian literary and cultural criticism.. 1ed.Trenton (NJ)/ Asmara (Eritrea): Africa World Press, 2007, v. 1, p. 191-206.

A mobilidade como lugar do sentido na escrita de Clarice Lispector.In: Brasil-Brazil, Porto Alegre, v. 38, p. 28-68, 2008.

Negociação e conflito na construção das poéticas brasileiras contemporâneas. In: Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea, v. 31, p. 25-52, 2008.

Poesia brasileira contemporânea brasileira: invenção e liberdade na tradição cultural afro-brasileira. In: Verbo de Minas, v. 10, p. 137-158, 2008.

Valores culturais afrodescendentes na escola. In: Diálogo, São Paulo, v. 49, p. 8-11, 2008.

Negociação e conflito na construção das poéticas brasileiras contemporâneas. In: Afro-Latin/American Research Association, v. 13, p. 46-62, 2009.

Celebrações festivas em Minas Gerais. Em parceria com Leda Maria Martins. In: STARLING, Heloisa M. M.; CARDIA Gringo; ALMEIDA, Sandra R. G.; MARTINS, Bruno Viveiros. (Org.). Minas Gerais. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2011, v. 01, p. 190-207.

Poetry in the Middle of the Street, in the Middle of the Sea: Notes on Ritual and Aesthetics of the Cantopoeta in the African-Brazilian Culture. In: Antonio D. Tïllis. (Org.). (Re)Considering Blackness in Contemporary Afro-Brazilian (Con)Texts. 1°ed. New York: Peter Lang Publishing, 2011, v. 1, p. 65-82.

A obra literária como pássaro ao vento. In: José Alberto Pinho Neves. (Org.). Diálogos Abertos - 2. 1°ed. Juiz de Fora: Editora MAMM, 2012, v. 01, p. 45-85.

São Francisco de Assis entre a autoridade e o poeta. In: Darlan de Oliveira Gusmão Lula; José Alberto Pinho Neves. (Org.). Murilo Mendes: retratos-relâmpago. 1°ed. Juiz de fora: Editora MAMM, 2012, v. 01, p. 13-32.

O país que desejo ler para meus filhos e filhas. In: SILVA, Cidinha da (Org.). Africanidades e relações raciais: insumos para políticas públicas na área do livro, leitura, literatura e bibliotecas no Brasil. Brasília: Fundação Cultural Palmares, 2014, p. 194-199.

 


TEXTOS

 


CRÍTICA

 


FONTES DE CONSULTA

BARBOSA. Maria José Samerlote. Edmilson de Almeida Pereira. In: DUARTE, Eduardo de Assis (Org.) Literatura e afrodescendência no Brasil: antologia crítica. Vol. 3, Contemporaneidade. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2011.

BARBOSA, Leila Maria Fonseca; RODRIGUES, Marisa Timponi Pereira. Edimilson de Almeida Pereira. In: BARBOSA, Leila Maria Fonseca; RODRIGUES, Marisa Timponi Pereira. Letras da cidade. Juiz de Fora: Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage, 2002. p. 280-286.

BARBOSA, Maria José Somerlate. Recitação da paisagem: a obra poética de Edimilson de Almeida Pereira. Belo Horizonte: Mazza, 2009

BARBOSA, Maria José Somerlate. Dicionário de forquilhas: a poesia de Edimilson de Almeida Pereira. In: FIGUEREDO, Maria do Carmo Lanna; FONSECA, Maria Nazareth Soares (Org.). Poéticas afro-brasileiras. Belo Horizonte: Mazza Edições/ PUC-Minas, 2002. p. 159-190.

BARBOSA, Maria José Somerlate. Strategies of Poetic Language. Afro-Mineiro Discourses. Luso-Brazilian Review, University of Wisconsin/USA, v. 37, n. 1, p. 63-82, 2000.

­­­­­BARBOSA, Maria José Somerlate . Exu: verbo devoluto. In: FONSECA, Maria Nazareth Soares (Org.). Brasil Afro-brasileiro. Belo Horizonte: Autêntica, 2000. 153-171.

BERND, Zilá. Zumbi dos Palmares em poesia negra brasileira. In: SEFFNER, Fernando (Org.). Presença negra no Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Unidade Editorial/ Caderno Porto & Vírgula, 1995. p. 13-19.

BRITO, Rique Aleixo de. Viagens à textualidade afro-mineira. Suplemento Literário do Minas Gerais, Belo Horizonte, n. 1113, p. 6, 07 jan. 1989.

BRITO, Rique Aleixo de. Ô lapassi outros ritmos de ouvido: modo de usar. Revista Literária do Corpo Discente da UFMG, Belo Horizonte, Faculdade de Letras da UFMG, ano XXII, n. 22, p. 147-149, 1990.

BRITO, Ricardo Aleixo de. Às portas da casa da palavra. Prefácio. In: PEREIRA, Edimilson de Almeida. Casa da palavra: obra poética 3. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2003.

CHAVES, Rita. As coisas arcas. Prefácio. In: PEREIRA, Edimilson de Almeida. As coisas arcas: obra poética 4. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2003.

CRUZ, Adélcio de Sousa. Canto-poema e samba-blues: estratégias poéticas afrodescendentes na poesia de Almeida Pereira. In: FERREIRA, E.; MENDES, A. M. (Orgs.). Literatura afrodescendente: memória e construção de identidades. São Paulo: Quilombhoje, 2011, p. 13-22.

FERREIRA, Josiane Cristina de Oliveira. Signo Cimarrón: o direito de significar. 2009. Dissertação (Mestrado em Letras: Estudos Literários) - Universidade Federal de Juiz de Fora, 2009.

FERNANDES, Fernanda. “Jogos de palavras”. Tribuna de Minas. Juiz de Fora, Caderno 2, p. 1, 11 dez. 2003.

FONSECA, Maria Nazareth Soares. Vozes em discordância na literatura afro-brasileira contemporânea. In: FIGUEIREDO, Maria do Carmo Lanna; FONSECA, Maria Nazareth Soares (Org.). Poéticas afro-brasileiras. Belo Horizonte: Mazza Edições/ PUC-Minas, 2002. p. 191-220.

FREITAS, Iacyr Anderson. Oralidade, iniciação e metalinguagem ou ‘o ovo de outras coisas’. Prefácio. In: PEREIRA, Edimilson de Almeida. O homem da orelha furada. Juiz de Fora: D’Lira, 1995.

FREITAS, Iacyr Anderson. Corpo revisto. Correio do Sul, Suplemento Literário Diversos Caminhos, Varginha, p. 4., 25 ago. a 1º set. 1997.

FREITAS, Iacyr Anderson. “Lugares luminares”. Prefácio. In: PEREIRA, Edimilson de Almeida. Lugares ares: obra poética 2. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2003.

GARCÍA, Xosé Lois. Ecos do imbondeiro: voltar às raízes africanas com Edimilson de Almeida Pereira. Angolé: Revista de Sociedade e Cultura. Lisboa/ Luanda. Impresse 4, 2002, no 34, p. 38.

GARCÍA, Xosé Lois. Edimilson de Almeida Pereira, no obstinado rigor da poesía. El Correo Gallego. Galiza,Espanha, 2003.

GODOY, Ana Boff de. Identidade crioulizada: a (re)construção de um novo homem. In: BERND, Zilá e LOPES, Cícero Galeno (Org.). Identidades e estéticas compósitas. Canoas: Centro Universitário La Salle/ Porto Alegre: UFRGS, 1999, p. 61-81.

KEENE, John. Nocturnes – (re)view of the literary arts. Berkeley (CA): Nocturnes Editions, n. 2, p. 54-57, 2002.

LEITE, Sebastião Uchoa. Invenção a várias vozes de Edimilson de A. Pereira. Prefácio. In: PEREIRA, Edimilson de Almeida. Zeosório blues: obra poética 1. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2002.

LUCAS, Fábio. O Rito e a Busca de Edimilson de Almeida Pereira. Prefácio. In: MOTA, Camilo. Edimilson: entre a negritude e a existencialidade. Petrópolis, Gazeta Petropolitana, p. 8,14, 21 e 28 dez. 1996.

NASCIMENTO, Lisley de Souza. A poesia dançarina: ‘cuerpo y palabra’. O Tempo, Caderno Magazine, Belo Horizonte, p. 3, 25 ago. 2001.

NEJAR, Carlos. In: PEREIRA, Edimilson de Almeida. Corpo Vivido: reunião poética. Juiz de Fora: Edições D’Lira, 1991.

NINA, Cláudia. Compromisso com os versos. Tribuna de Minas, Caderno Dois, Juiz de Fora, p. 1, 09 nov. 1995.

PADILHA, Laura Cavalcante. Reconversões. Via Atlântica. São Paulo, Bartira, n.1, p.142-152, 1997.

PADILHA, Laura Cavalcante. De Narcisos e espelhos. Metamorfoses 1. Rio de Janeiro, Cosmos para a Cátedra Jorge de Sena/ UFRJ, p.143-152, 2000.

PADILHA, Laura Cavalcante. Reconversões, Velhas palavras e idades, De narcisos e espelhos, Por traços e gestos. In: PADILHA, Laura Cavalcante. Novos pactos, outras ficções: ensaios sobre literaturas afro-luso-brasileiras. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2002. p. 249-287. (Coleção Memória das Letras 10).

RIBEIRO, Gilvan Procópio. A universalidade da poesia de Minas: tensão poética altamente instigante. Tribuna de Minas, Caderno Dois, Juiz de Fora, p. 8, 05 nov. 1995.

RIBEIRO, Gilvan Procópio. Poesia e Liberdade. Prefácio. In: PEREIRA, Edimilson de Almeida. Águas de Contendas. Curitiba: Secretaria de Estado da Cultura do Paraná, 1998.

ROCHA, Enilce Albergaria. No fio da navalha. Estado de Minas, Caderno Pensar, Belo Horizonte, p. 3, 20 dez. 2003.

ROCHA, Izaura. Plataforma dos caminhos literários. Jornal Panorama,Caderno de Cultura, Juiz de Fora, p. 1, 10 dez. 2003.

SEBASTIÃO, Walter. Poesia celebra o tempo circular. Estado de Minas, Belo Horizonte, p. 8,13 nov. 1996.

SILVEIRA, Oliveira. De repente um poeta maduro nas Gerais. Porto & Vírgula, Porto Alegre, Secretaria Municipal de Cultura, ano 5, n. 31, p. 39-41, 1997.

WHITE, Steven. Reiveinting a Sacred Past in Contemporary Afro-Brazilian Poetry. Callaloo – uma revista de Artes e Letras Afroamericanas e Africanas. Virginia, USA, University of Virgínia/University Press John Hopkins, v. 20, n. 1, p. 69-105, 1997.

WHITE, Steven. A reinvenção de um passado sagrado na poesia afro-brasileira contemporânea. Estudos Afro-Asiáticos. Rio de Janeiro, Centro de Estudos Afro-Asiáticos (CEAA)/ Universidade Candido Mendes, n. 35, p. 97-110, 1999.

WHITE, Steven. Plural, Guests, Looms, Epitaph, First Letters – Poems of Edimilson de Almeida Pereira. Atlanta Review/Latin America. Atlanta, Georgia, v. 7, n. 2, p. 71-77, 2001.

WHITE, Steven. Calunga lungara, Inquice - Poems of Edimilson de Almeida Pereira. Callaloo – Revista de Artes e Letras Afro-americanas e Africanas. The Best of Callaloo: Poetry-A Special 25th Anniversary Issue. Virgínia, USA, Universidade da Virgínia/ Editora Universitária John Hopkins, v. 24, n. 3, p. 865 a 867, 2001.

 


LINKS