Nosso informativo deste trimestre se inicia com a abordagem do romance O beijo na parede, do premiado ficcionista Jeferson Tenório, levada a cabo por Bruna Carla dos Santos; prossegue com a apresentação de Memorial, novo livro de contos do ficcionista e músico Jorge Dikamba, resenhado por Eduardo de Assis Duarte; tem sequência com Eles, coletânea de contos assinada pelo estreante Vagner Amaro, que recebe as considerações de Harion Custódio; chega a Oração do carrasco, segundo livro de contos de Itamar Vieira Júnior, objeto da leitura atenta de Guilherme Domingos; e se encerra com a apreciação de Lorena Barbosa sobre o romance A orquídea negra, que também marca a estreia no gênero do escritor Roberto Sidnei Macedo. Boa leitura!

 

 

Jeferson Tenório

Carioca radicado em Porto Alegre, Jeferson Tenório produz uma ficção de alta voltagem, a exemplo do romance O beijo na parede, ganhador do Prêmio de “Livro do Ano”, da Associação Gaúcha de Escritores. Narrado por João – criança negra de 11 anos, engraxate, órfão de pai e mãe – o romance trata em primeira pessoa da luta pela sobrevivência dos desvalidos, independentemente do tamanho, gênero ou profissão. E toca profundamente na sensibilidade de leitores de todas as idades. O livro recebe a leitura atenta de Bruna Carla dos Santos.

 Leia Mais

 

  

 Jorge Dikamba

Músico voltado para as raízes da canção popular das Minas Gerais e também autor de narrativas infantis consagradas, Jorge Dikamba volta à cena literária afro-brasileira com o volume de contos Memorial. O livro reúne 15 histórias abarcando cenários díspares no tempo e no espaço, sempre tendo como referência o ponto de vista do Outro: do Nordeste brasileiro de tempos passados a uma tourada na Espanha do século XXI, Memorial encanta pelo apuro da linguagem de tons roseanos e pelo esmero que marca os enredos. Resenha de Eduardo de Assis Duarte.

Leia Mais

 

  

 

Vagner Amaro

Vagner Amaro, jovem intelectual responsável pelo sucesso da Editora Malê, estreia na ficção com Eles, volume de contos já em segunda edição, que reúne dez histórias ambientadas na metrópole contemporânea, palco de narrativas marcadas pela violência e intolerância presentes nesse conturbado início de século. Em todas perpassa a sensibilidade autoral a perceber a humanidade muitas vezes vilipendiada pelo preconceito. O livro motiva as observações pertinentes de Harion Custódio.

Leia Mais

 

  

 

 Itamar Vieira Júnior

Outro jovem talento que desponta no cenário afro-brasileiro é Itamar Vieira Júnior, baiano de Salvador e já com trabalhos publicados fora do país. Seu segundo livro de contos, A oração do carrasco, remete ao clima de relacionamentos fluidos existente na contemporaneidade, em que o papel de carrasco parece existir em estado latente dentro de cada pessoa e pode vir à tona a qualquer momento. O livro é objeto da leitura atenta de Guilherme de Paula Domingos

 Leia Mais

 

 

 

Roberto Sidnei Macedo

Educar é tarefa de uma vida inteira, vivemos e morremos aprendendo todos os dias como superar as adversidades para estar melhor com nós mesmos e com nossos semelhantes. A orquídea negra, romance de formação de Roberto Sidnei Macedo, traz para os leitores a trajetória de uma jovem quilombola em busca do aprendizado que irá compartilhar com seus companheiros de resistência e recebe as observações pertinentes de Lorena Barbosa.

Leia Mais