DADOS BIOGRÁFICOS 

Escritora, ativista, feminista. Jenyffer Nascimento nasceu em 1984, na cidade de Paulista, em Pernambuco. É produtora e apreciadora de arte, frequentadora assídua de saraus nas periferias de São Paulo.   O desejo de escrever acontece de forma prematura, ainda infância em suas viagens literárias. Mas, é na adolescência que começa sua escrita com letras de Rap, maneira que encontrou de canalizar suas revoltas, angustias e esperanças.

Participou da coletânea Sarau do Binho e tem poemas publicados na antologia Pretextos de mulheres negras (2013), coletânea que contou com a participação de vinte e duas autoras. Seu primeiro trabalho individual é Terra fértil (Editora Mjiba, 2014). Em suas 170 páginas, a autora aborda o tema do amor, como no poema “Samba jazz” em que trata de um encontro entre pessoas de diferentes classes sociais. Sua relação com a cidade, principalmente a de São Paulo, também é um tema muito recorrente em seu livro, “Reféns da cidade”, “Em cinzas”, “Rio-São Paulo”, são alguns desses poemas. Questões sociais, orgulho negro, vivência da mulher negra, também estão presentes em sua obra.

Carmen Faustino no prefácio do livro nos apresenta a autora como:

mulher negra periférica, escritora, mãe, estudante, educadora, boêmia, raiz, ventania e liberdade… E mulheres negras são assim, escrevem, amam e lutam! Assim, tudo ao mesmo tempo, até porque para nós foi negado o direito à escolha, à dúvida e ao tempo do conhecimento. E, ainda assim estamos em todos os cantos, espalhando sementes férteis de amor e luta; e mesmo invisíveis, a literatura negra feminina resiste, pois é forte e viva. Escrita que grita para expurgar tudo aquilo que não querem ouvir, que soa leve e implacável aos ouvidos, alertando que o afeto e o acalanto também é um direito nosso e que reflete sobre nosso valor ancestral, beleza e realeza herdada, que nunca de nós será tirada.

Essa figura humana sensível e questionadora permeia toda a obra, na qual a vivência com o mundo e sua relação com a experiência das mulheres negras se transforma em poesia de luta e afirmação, por meio de uma linguagem leve, mas sem deixar de discutir temas relevantes na sociedade contemporânea.

 

 

PUBLICAÇÕES

Obra individual

Terra fértil. São Paulo: Mjiba, 2014.

Antologia

Pretextos de Mulheres Negras. São Paulo: Mjiba, 2013.

 

TEXTOS

Jenyffer Nascimento - Textos Selecionados
Jenyffer Nascimento - Douglas, Amarildo e Claudia
Jenyffer Nascimento - Dor amor
Jenyffer Nascimento - Raízes
Jenyffer Nascimento - Samba jazz
Jenyffer Nascimento - Identidade
Jenyffer Nascimento - Rio – São Paulo
Jenyffer Nascimento - Reféns da metrópole
Jenyffer Nascimento - Carne de mulher
Jenyffer Nascimento - Prefiro a guerra
Jenyffer Nascimento - Menina bonita sem laço de fita

CRÍTICA 

 Afeto fértil, fértil poema: a lírica de Jenyffer Nascimento. , Fernanda Rodrigues de Miranda.

 

FONTES DE CONSULTA 

 

LINKS

http://blogueirasfeministas.com/2014/11/feminista-e-negra-jenyffer-nascimento-estreia-com-terra-fertil/

http://blogueirasnegras.org/2015/10/26/vozes-femininas-da-literatura-periferica-e-a-poesia-de-jenyffer-nascimento/

https://www.geledes.org.br/coletivo-lanca-terceiro-livro-de-literatura-negra-e-da-periferia/

https://www.geledes.org.br/15-autoras-negras-da-literatura-brasileira/

https://www.youtube.com/watch?v=xKJoY3K-awI

https://www.youtube.com/watch?v=F-5vcd3Zxqk