DADOS BIOGRÁFICOS 

 
Elaine Cristina Marcelina Gomes nasceu em 2 de abril de 1974, em Vila Aliança, uma comunidade localizada na zona oeste do Rio de Janeiro.

Formou-se em história pela Universidade Salgado de Oliveira, com a monografia intitulada A Mulher na Política. No mesmo ano, lançou seu primeiro livro, Mulheres Incríveis, com apoio do Movimento Negro Unificado (MNU).

Obteve o título de Mestre em 2012, com a dissertação Mãe Regina de Bamboxêdiálogos entre Rio de Janeiro e Salvador, uma história social do axé, pela Universidade Salgado de Oliveira. Atualmente, é doutoranda em Educação na Universidade Estadual do Rio de Janeiro e integra o grupo de pesquisa Kekere, da mesma instituição.

O livro de estreia impulsionou a criação do projeto homônimo “Mulheres Incríveis”, uma iniciativa desde então em pleno vigor no Estado do Rio de Janeiro. O projeto grava relatos de experiência de figuras de destaque, em sua maioria negras e militantes, com suas demandas individuais e comunitárias, ligadas ao contexto em que estão inseridas. Tais histórias estão documentadas em vídeo com o propósito de realizar o resgate da resistência cultural desse segmento discriminado enquanto gênero e etnicidade.

Ainda sobre sua primeira obra, a escritora discorre que “esmiuçar a vida destas mulheres tem como finalidade fazer com que suas histórias sirvam para retirar o temor de outras mulheres que ainda não sabem a força que têm.’’ Nessa linha, surge em 2012 o segundo livro – Emoções Reveladas. A obra narra as vivências da mulher negra, militante, mãe e escritora. Nascidas do cotidiano, suas crônicas relatam o aprendizado com a vida corrida da metrópole, as contas a pagar, os amores que se foram.

Elaine Marcelina afirma que escrever o cotidiano não é nada fácil. Apesar disso, falar do dia a dia com simplicidade e poesia é um dos intuitos do seu trabalho. Em seu blog pessoal, revela o desejo em envolver a emoção do lidar, do ouvir, do contar, do mostrar o “cotidiano nu e cru’’.

Já o infantojuvenil As coisas simples da vida narra a história de duas personagens negras, mãe e filha, que conversam no café da manhã e demonstram seu carinho uma pela outra com pequenos gestos de ternura. O livro trata do dia a dia de uma família negra, do amor e do afeto. E foge dos estereótipos comumente retratados em livros do mesmo gênero.


 PUBLICAÇÕES

Obra individual

Emoções Reveladas. Rio de Janeiro: Abrace um aluno escritor, 2012. (Crônica).

As coisas simples da vida. Belo Horizonte: Nandyala, 2016. (Infantil).

Não ficção

Mulheres incríveis. Rio de Janeiro: Editora Abrace Um Aluno Escritor, 2008; 2. ed. Rio de Janeiro: Edital, 2014; 3. ed. Belo Horizonte: Nandyala, 2016.

Mãe Regina Bangbose: uma vida dedicada ao sagrado, Rio de Janeiro: Naiara, 2015.


 
TEXTOS

 Elaine Marcelina - A colcha de retalho tecida por elas
 Elaine Marcelina - As coisas simples da vida


FONTES DE CONSULTA


LINKS