'Quarto de despejo' vai inspirar reflexões sobre o racismo

A obra Quarto de despejo, da escritora mineira Carolina Maria de Jesus, descreve, em forma de diário, o cotidiano de uma mulher negra e pobre, favelada, catadora de papel, mãe solteira e escritora. Publicado em 1960, o livro foi traduzido para 13 idiomas e tornou-se best-seller, consagrando a escritora que sofreu com o racismo de seu tempo. 

A obra será o ponto de partida das leituras sobre o racismo, tema do 6º Congresso Nacional de Psicanálise, Direito e Literatura, agendado para os dias 20, 21 e 22 deste mês. 

...

Veja a notícia completa no site da UFMG.

As inscrições terminam no domingo, 17 de setembro, e deverão ser feitas no site da Fundep, onde também estão informações sobre valores. A programação e outras informações estão disponíveis na página do congresso.