'Quarto de despejo' vai inspirar reflexões sobre o racismo

A obra Quarto de despejo, da escritora mineira Carolina Maria de Jesus, descreve, em forma de diário, o cotidiano de uma mulher negra e pobre, favelada, catadora de papel, mãe solteira e escritora. Publicado em 1960, o livro foi traduzido para 13 idiomas e tornou-se best-seller, consagrando a escritora que sofreu com o racismo de seu tempo. 

A obra será o ponto de partida das leituras sobre o racismo, tema do 6º Congresso Nacional de Psicanálise, Direito e Literatura, agendado para os dias 20, 21 e 22 deste mês. 

...

Veja a notícia completa no site da UFMG.

As inscrições terminam no domingo, 17 de setembro, e deverão ser feitas no site da Fundep, onde também estão informações sobre valores. A programação e outras informações estão disponíveis na página do congresso.


LIVROS E LIVROS

Ficção

Conceição Evaristo - Olhos d’água
O público leitor que ainda não teve a oportunidade de conhecer a literatura construída pelos textos de Conceição Evaristo pode começar pelo seu mais recente livro: Olhos d’água, publicado em 2014, coedição da Funda...

Poesia

Cadernos negros 39
Um flash da nação É noite! meu brasilbrasa de tiroteios iluminando com sanguemorros, favelas, subúrbioscasebre sobre mangues maus presságios no encalço?muitos buscam soluções mágicasde profetas falsose se escravizam a dogmas putrefatos revoltas sussurradas nos porões da madrugadaflechas sonoras de gritossuor esbravejando silêncios e aurorasde angústia manchadas estradas escravas sobemde avoengos coraçõesdescem ondas, marolas, de fatospelas encostas de invisíveis áfricas}gemendo metonímias e metáforas é acoite o...

Ensaio

Aciomar de Oliveira - Entre o dilema e o silenciamento: etnicidade, memória e poder nas crônicas de Lima Barreto e João do Rio
Aciomar de Oliveira, autor de Todas as vozes (2014), Resiliência (2016) e Maju: a princesa do tempo (2016), lança em 2017 mais um livro: Entre o dilema e o silenciamento: etnicidade, memória e poder nas crônicas de Lima Barreto e João do Rio, livro que é objeto desta resenha. O autor, além de poeta, ficcionista e ensaísta é mestre em Teoria da literatura pela UFMG e professor efetivo de Letras na UEMG de Ibirité, Minas Gerais, além de colaborador do NEIA – N...

Infantojuvenil

Inaldete Pinheiro- Baoba de Ipojuca
O trabalho de Inaldete Pinheiro enquanto participante ativa de ações em prol da igualdade racial e do respeito às diferenças é claramente notado em seus livros. Pesquisadora e militante, a escritora tem se dedicado ao resgate da multifacetada herança africana presente em nossa formação. Sua obra vem contribuindo para a constituição de uma bibliografia voltada para o ensino da História e das culturas africana e afro-brasileira, notadamente em suas manifestações pernambucanas e nordesti...

Memorialismo

Lilia Moritz Schwarcz - Triste visionárioTriste visionário: retratos de um escritor afro-brasileiro Rafaela Pereira* Durante a minha passagem pela escola, lembro as vezes (e foram poucas) em que os professores falaram sobre Lima Barreto, enfatizando o fato de ter sido “alcóolatra e louco”; eram os dois adjetivos que faziam questão de ressaltar, mas nenhum deles foi capaz de abordar a escrita do autor e o seu olhar crítico em relação às injustiças com as quais se deparou constantemente. Parece que, para os professores da minha época, Lima Barreto ficou na memória deles apenas pelo alcoolismo e pela loucura e não por seu potencial c...

Newsletter

Cadastre aqui seu e-mail para receber periodicamente nossa newsletter e ficar sempre ciente das novidades.

 

Instagram

 

YouTube