LIVROS E LIVROS

Ficção

Cuti - Tenho medo de monólogo & Uma farsa de dois gumes
Eis mais uma obra do escritor Cuti, livro contendo duas peças teatrais, "Tenho medo de monólogo" e "Uma farsa de dois gumes", de extensão e de temática diferentes. Em todos os seus livros até agora publicados, Cuti tematiza, em situações do cotidiano, as relações raciais e as questões daí decorrentes num Brasil onde o discurso hegemônico se proclama democraticamente livre da discriminação de natureza étnica. Cuti não é estreante na área do texto teatral. Já em 1983 publicou Suspensão, peça em um ato e onze cenas; em 1988, em conjunto com Arnaldo Xavier...

Poesia

Cadernos negros 39
Um flash da nação É noite! meu brasilbrasa de tiroteios iluminando com sanguemorros, favelas, subúrbioscasebre sobre mangues maus presságios no encalço?muitos buscam soluções mágicasde profetas falsose se escravizam a dogmas putrefatos revoltas sussurradas nos porões da madrugadaflechas sonoras de gritossuor esbravejando silêncios e aurorasde angústia manchadas estradas escravas sobemde avoengos coraçõesdescem ondas, marolas, de fatospelas encostas de invisíveis áfricas}gemendo metonímias e metáforas é acoite o...

Ensaio

Rodrigo Machado (Org.) - O ensaio negro ibero-americano em questão
O ensaio, gênero cuja história é comumente associada ao século XVI e à figura de Montaigne, reencontra sua tradição entre os escritores afrodescendentes nas américas. Em tempos de numerosa propagação de blogs voltados para temas como a cultura, a moda e a arte negra, nos quais o ensaio ocupa lugar privilegiado, não seria exagero dizer que esse gênero – ou “forma”, como prefere Theodor Adorno1 – representa hoje um dos principais campos de expressão do pensamento da diáspora africana. S...

Infantojuvenil

Édimo de Almeida Pereira - O mercador de sorrisos
Sou formada em História. Desse modo, toda minha experiência como professora da Educação Básica se deu em turmas dos ensinos Fundamental II e Médio. Recentemente, passei a olhar com mais atenção o universo da Educação Infantil, uma vez que tenho me dedicado à Formação Inicial e Continuada de Professores. Sempre que falo sobre racismo e infância, busco chamar atenção para o que a pesquisadora Eliane Cavalleiro chamou de “apedrejamento moral”: conjunto de violências físicas e simbólicas que meninos ...

Memorialismo

Carolina Maria de Jesus - Meu sonho é escrever Carolina Maria de Jesus: Meu sonho é escrever Os resíduos da escritora no tempo   Lorena Barbosa* Nos berços de Sacramento-MG, no ano de 1914, nascia uma escritora improvável[1], que anos mais tarde viria a se tornar um dos nomes mais instigantes da literatura afro-brasileira, Carolina Maria de Jesus. Autora de obras como Quarto de Despejo: Diário de uma favelada (1960), que lhe rendeu a fama, com milhares de exemplares vendidos e traduzido para 14 línguas, Casa de Alvenaria (1961), Pedaços da Fome (1963), Provérbios (1963), Diário de Bitita (1986), entre outros, ela levou sempre consigo o ...

Newsletter

Cadastre aqui seu e-mail para receber periodicamente nossa newsletter e ficar sempre ciente das novidades.

 

Instagram

 

YouTube