Lei declara Luiz Gama como Patrono da Abolição da Escravidão do Brasil.

Foram publicadas nesta quarta-feira, 17 de janeiro, no Diário Oficial da União, a Lei 13.629/2018 (originária do PLC 221/2015), que declara Luís Gama como Patrono da Abolição da Escravidão do Brasil, e a Lei 13.628/2018 (proveniente do PLC 220/2015), que inscreve o abolicionista no Livro de Heróis e Heroínas da Pátria.

Em nós, até a cor é um defeito.
Um imperdoável mal de nascença,
o estigma de um crime.
Mas nossos críticos se esquecem
que essa cor, é a origem da riqueza
de milhares de ladrões que nos
insultam; que essa cor convencional
da escravidão tão semelhante
à da terra, abriga sob sua superfície
escura, vulcões, onde arde
o fogo sagrado da liberdade.
(Luiz Gama)

 Saiba mais sobre Luiz Gama


LIVROS E LIVROS

Ficção

Roberto Sidnei Macedo - A orquídea negra
Em sua primeira obra ficcional, Roberto Sidnei Macedo, professor da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia, nos apresenta A orquídea negra, um romance de formação[1] que narra a vivência de Flor, uma jovem negra moradora de um quilombo localizado na Chapada Diamantina, que decide se desvincular das suas raízes geográficas, se mudar para Salvador  e frequentar a universidade federal como cotista, em busca da sua formação como professora. Na crítica literária, o romance de formação é estudado pela perspectiva do amadurecimento do personagem. ...

Poesia

Nívea Sabino - Interiorana
O livro de poesia Interiorana, de Nívea Sabino, foi lançado pela Padê Editorial, em um volume que é envolvido por um involutório em dobradura de papel, cinturado por uma fita prateada elástica. Este possui um projeto editorial artesanal − costura de três pontos encadernação com miolo composto por in-fólios − e incomum, por alocar a apresentação dentro do papel que envolve ...

Ensaio

Vários Autores - Revista Legítima Defesa
Legítima Defesa, uma revista de Teatro Negro, é uma realização da Cia. Os Crespos, tendo sua primeira publicação no segundo semestre de 2014, através de incentivo do Programa Municipal de Fomento ao Teatro, da Prefeitura de São Paulo, com o apoio da Fundação Cultural Palmares e Ministério da Cultura. Sua primeira tiragem totalizou dois mil exemplares e teve distribuição gratuita. Legítima Defesa (LD) traz questões tratadas com rigor que encanta, como o desafio do teatro negro no Brasil, a estética teatral implicando, e não p...

Infantojuvenil

AroldoMacedo e Oswaldo Faustino - Luana
Considerada por muitos a primeira heroína negra das histórias em quadrinhos brasileiras, Luana, garotinha de oito anos, capoeirista e descendente de quilombolas, faz o protagonismo feminino e negro tornar-se presente também na literatura voltada para crianças e adolescentes. Produto da criatividade dos autores Aroldo Macedo e Oswaldo Faustino, Luana é uma menina que gosta de estuda...

Memorialismo

Lilia Moritz Schwarcz - Triste visionárioTriste visionário: retratos de um escritor afro-brasileiro Rafaela Pereira* Durante a minha passagem pela escola, lembro as vezes (e foram poucas) em que os professores falaram sobre Lima Barreto, enfatizando o fato de ter sido “alcóolatra e louco”; eram os dois adjetivos que faziam questão de ressaltar, mas nenhum deles foi capaz de abordar a escrita do autor e o seu olhar crítico em relação às injustiças com as quais se deparou constantemente. Parece que, para os professores da minha época, Lima Barreto ficou na memória deles apenas pelo alcoolismo e pela loucura e não por seu potencial c...

Newsletter

Cadastre aqui seu e-mail para receber periodicamente nossa newsletter e ficar sempre ciente das novidades.

 

Instagram

 

YouTube