Vozes-Mulheres 

                      Conceição Evaristo

A voz de minha bisavó
ecoou criança
nos porões do navio.
Ecoou lamentos
de uma infância perdida.

A voz de minha avó
ecoou obediência
aos brancos-donos de tudo.

A voz de minha mãe
ecoou baixinho revolta
no fundo das cozinhas alheias
debaixo das trouxas
roupagens sujas dos brancos
pelo caminho empoeirado
rumo à favela

A minha voz ainda
ecoa versos perplexos
com rimas de sangue
        e
        fome.

 

A voz de minha filha
recolhe todas as nossas vozes
recolhe em si
as vozes mudas caladas
engasgadas nas gargantas.

A voz de minha filha
recolhe em si
a fala e o ato.
O ontem – o hoje – o agora.
Na voz de minha filha
se fará ouvir a ressonância
O eco da vida-liberdade.
   
(In: Poemas de recordação e outros movimentos, 3.ed., p. 24-25)

 


LIVROS E LIVROS

Ficção

Cuti - A pupila é preta
Luiz Silva, conhecido no universo literário por Cuti, nasceu em Ourinhos, estado de São Paulo. Graduou-se em Letras (português-francês) pela USP. Concluiu mestrado em Teoria da Literatura e doutorado em Literatura Brasileira pela Unicamp. Histórico militante pelos direitos da população negra brasileira, foi um dos fundadores do coletivo Quilombhoje Literatura, com o qual manteve vasta colaboração. Cuti também ajudou a criar a série Cadernos Negros, a qual teve início em 1978 e segue em plena atividade. O ano de 1978 marca o início da vida literária...

Poesia

Elizandra Souza, Iara Moraes (Orgs.). Literatura negra feminina: poemas de sobre(vivência).
Há um mapa ancestral na minha cabeçacom avenidas, ruas, trilhas, becos e vielasEstradas sem-fins com mil andançasdas pretas velhas que vieram antesdas pretas novas que acabaram de passardos espíritos inquietos que não descansam Há tempos todos os dias, as ancestraisEstão a me guiar Elizandra Souza2021           Não há exagero no título desta resenha. Vejam: apenas em 2021 foram publicadas precisamente cinco antologias contendo a produção literária de escritoras negras! Um fato tão relevante como revelador. E neste ...

Ensaio

Sidney Chalhoub e Ana Flavia Magalhães Pinto (Org.) - Pensadores Negros - Pensadoras Negras
Eis que no ano de 2016 o arquivo dos estudos afro-brasileiros se enriquece ao ser publicado o vigoroso livro Pensadores negros – pensadoras negras: Brasil, séculos XIX e XX. Organizado por Sidney Chalhoub – professor titular no departamento de História da Universidade Estadual de Campinas e autor de Machado de Assis, historiador (2003) – e Ana Flávia Magalhães Pinto – doutora em História ...

Infantojuvenil

Inaldete Pinheiro- Baoba de Ipojuca
O trabalho de Inaldete Pinheiro enquanto participante ativa de ações em prol da igualdade racial e do respeito às diferenças é claramente notado em seus livros. Pesquisadora e militante, a escritora tem se dedicado ao resgate da multifacetada herança africana presente em nossa formação. Sua obra vem contribuindo para a constituição de uma bibliografia voltada para o ensino da História e das culturas africana e afro-brasileira, notadamente em suas manifestações pernambucanas e nordesti...

Memória

Oswaldo de Camargo - Lino Guedes, seu tempo e seu perfilLino Guedes resgatado Eduardo de Assis Duarte*   Paulista, nascido na pequena Socorro, mas desde jovem participante ativo da cena cultural da metrópole modernista, Lino Guedes (1897-1951) é exemplo de quão questionáveis, e mesmo falhos, são os critérios de consagração crítica adotados no Brasil. Da mesma forma que nossa historiografia literária não tomou conhecimento de inúmeras escritoras do século XIX, todas com livros individuais em seus currículos, para incluir apenas duas – Francisca Júlia e Auta de Souza, num universo de mais de 150 –, não bastou a Lino Guedes publicar treze volumes p...

Newsletter

Cadastre aqui seu e-mail para receber periodicamente nossa newsletter e ficar sempre ciente das novidades.

 

Instagram

 

YouTube